A coluna vertebral tem curvas naturais, conhecidas como curva fisiológicas, uma dela chama-se cifose e se localiza na região torácica. Com o envelhecimento há uma tendência da curvatura fisiológica da coluna torácica aumentar, tornando-se uma hipercifose. Dados mostram que entre 20 a 40% dos idosos apresentarão esta alteração no envelhecimento e este número é bastante significativo, pois esta alteração acomete somente 4 a 8% dos adultos. A imagem abaixo mostra como é o comportamento da curvatura torácica desde a infância até o envelhecimento.

evolução da cifose durante o ciclo vital

A preocupação com esta alteração postural não é somente estética, pois sabe-se que a hipercifose pode representar problemas sérios de saúde levando à alterações na função pulmonar, na capacidade funcional e no equilíbrio do idoso, sendo este último muito importante pois pode levar à quedas e consequências bem mais graves. Pesquisas científicas já demonstraram que a inclusão de alguns exercícios físicos específicos na vida dos idosos podem diminuir a chance dele desenvolver a hipercifose. É necessário divulgar estas informações para que se entenda melhor o que é possível fazer para se ter uma coluna mais saudável durante todo o ciclo vital.

hipercifose e exercicio

Alguns exercícios para prevenir a hipercifose

Um tipo de exercício que parece se essencial para evitar a hipercifose é aquele que fortalece os músculos paravertebrais. Na imagem abaixo, observamos exercícios sendo realizados com este fim, mas cuidados são necessários para evitar sobrecargas excessivas, já que o idoso pode ter algumas fraturas vertebrais e pouca mobilidade para realizar corretamente as atividades propostas.

exerccio paravertebrais

 

Atividades mais simples e que estimulam a percepção e a auto-correção da postura podem ser ensinadas ao idoso para que ele pratique ao longo do dia sem a necessidade constante da supervisão de um profissional. Um exemplo deste tipo de tarefa é pedir para o idoso apoiar-se de costas para a parede na posição em pé. Os joelhos podem estar semi-flexionados e ele deverá imaginar que o topo de sua cabeça irá tocar o teto, levando-o a uma posição mais alongada de sua cervical, o que leva automaticamente a uma correção da cifose. Estes exercícios, se praticados cotidianamente permitem uma mudança real na postura. Estas e outras informações e sequências de exercícios para prevenção da hipercifose podem ser encontradas no livro POSTURA E CONDICIONAMENTO FÍSICO da Phorte Editora.